Outubro Rosa: Unale lança campanha de prevenção ao câncer de mama

por Comunicação/ALE publicado 01/10/2018 16h54, última modificação 01/10/2018 16h54

Sua ação pode fazer toda a diferença” é a chamada principal para conscientizar a população acerca da importância de realizar o autoexame para prevenção do câncer de mama. Dando continuidade às campanhas voltadas à saúde pública promovidas anualmente pela Unale, por meio da Secretaria de Saúde da entidade, será realizada este mês o Outubro Rosa, mês de prevenção ao câncer de mama.

Neste mês, a Unale promoverá a 2ª edição da Campanha DOE LENÇOS, na qual serão montados postos de arrecadação de lenços em todas as 27 Casas Legislativas brasileiras, de 15 a 29 de outubro, para receber lenços que servirão para levar mais alegria a mulheres acometidas pela doença.

Todos os lenços arrecadados serão entregues para instituições de tratamento do câncer indicadas pela Comissão de Saúde de cada estado, nos dias 30 e 31 deste mês.

A entidade encabeça ainda outras campanhas, tendo o Setembro Verde – mês de incentivo e conscientização sobre a doação de órgãos; o Novembro Azul – ações ligadas à saúde do homem e à prevenção ao câncer de próstata e o Dezembro Vermelho – alerta sobre o enfrentamento do HIV/Aids.

CÂNCER DE MAMA

O câncer de mama é a multiplicação de células anormais da mama que formam um tumor. Existem variados tipos de câncer de mama, porém alguns deles se desenvolvem de maneira mais célere e outras de maneira mais lenta.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), até no ano de 2016 a doença provocou cerca de 16.254 mortes no Brasil, sendo 185 homens e 16.069 mulheres, e estima-se novos 59.700 casos de câncer de mama no país, sendo um risco de 56,33 casos a cada 100 mil mulheres.

Vale lembrar que a doença também atinge o público masculino, porém com uma incidência menor. Estima-se que para cada 1000 mulheres com a doença, apenas 1 homem é acometido com o problema.

NOVOS CASOS POR REGIÃO **

Centro-Oeste – 4.200 com um risco estimado de 51,96 casos a cada 100 mil mulheres.

Nordeste –  11.860 com um risco estimado de 40,36 casos a cada 100 mil mulheres.

Norte – 1.730 com um risco estimado de 19,21 casos a cada 100 mil mulheres.

Sudeste – 30.880 com um risco estimado de 69,50 casos a cada 100 mil mulheres.

Sul – 11.030 com um risco estimado de 73,07 casos a cada 100 mil mulheres.

Para verificar a estimativa de novos casos nos estados e capitais, acesse: http://www.inca.gov.br/estimativa/2018/casos-taxas-brasil.asp

** Os dados informados são apenas estimativas do INCA de novos casos de câncer previstos para o biênio 2018-2019. Ressalta-se não são casos efetivamente diagnosticados até o momento da publicação desta matéria.

Camila Ferreira/ Ascom Unale
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.