Rodrigo Cunha destaca campanha Maio Amarelo e cobra políticas para educação no trânsito

por Comunicação/ALE publicado 04/05/2017 18h10, última modificação 04/05/2017 18h10

A campanha Maio Amarelo, movimento cuja proposta tem por objetivo chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e de acidentes no trânsito em todo o mundo, foi tema do pronunciamento do deputado Rodrigo Cunha (PSDB) nesta quinta-feira, 4, na tribuna da Casa. Durante o discurso, ele cobrou a implementação de políticas públicas que garantam uma melhor educação no trânsito. “Acredito que essa é uma boa forma de utilizar os recursos do Detran, de fazer publicidade investindo em educação. Educação essa que pode ser revertida em vida”, observou Cunha, ressaltando que quando se trata de mortalidade no trânsito, os índices são alarmantes.

“Nessa questão da mortalidade, quando se trata de motociclistas, esse índice é muito elevado. Um levantamento feito pelo DETRAN em 2016, mostrou que houve mais de 10 mil atendimentos a motociclistas, sendo que, deste número, 270 foram a óbito”, informou Rodrigo Cunha, observando ainda que, além de todo mal provocado a familiares e vítimas dos acidentes, existem os custos gerados ao Estado. “Ainda segundo dados do Detran, há uma expectativa de se gastar cerca de R$ 400 milhões com as pessoas que são vítimas de acidentes de trânsito”, contou o parlamentar, reforçando a necessidade de mais políticas públicas voltadas à educação no trânsito citando como exemplo a Lei Seca, que desde sua implantação tem reduzido o número de sinistros provocados por condutores embriagados.

E foi nessa linha, prosseguiu o deputado, que foi apresentado o projeto de lei, já aprovado pelo plenário da Assembleia Legislativa, que tem por objetivo oferecer desconto no IPVA para condutores que não pratiquem infrações no período de um ano. “Aquele condutor que, no primeiro ano, não tiver multas terão uma redução de 5%, no segundo ano de 7%, e, se no terceiro ano ele não tiver cometido infrações, ele recebe um desconto de 10% no seu IPVA”, explicou Cunha

A campanha
Maio Amarelo é um movimento internacional de mobilização e conscientização para redução de acidentes e um trânsito mais seguro. O objetivo do movimento é uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil. A intenção é colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para, fugindo das falácias cotidianas e costumeiras, efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.