Joaquim Gomes

por Comunicação/ALE publicado 22/04/2015 17h39, última modificação 22/04/2015 17h39

A origem do município de Joaquim Gomes está ligada a um antigo engenho São Salvador, pertencente a José Correia de Araújo Barros. Com o passar do tempo, o engenho foi transferido para Joaquim Gomes Silva Rêgo, um major da guarda nacional. Sua primeira providência foi mandar determinar a construção da igreja de Nossa Senhora da Conceição, na época, padroeira da localidade.


O topônimo primitivo de Joaquim Gomes foi Urucu, nome de uma fruta da região. Antes da colonização também habitavam as terras os índios Urupês. Dessa tribo restaram apenas algumas antigas tradições mantidas até hoje na aldeia Cocal. 

A prosperidade da pequena vila levou alguns senhores de engenho a iniciarem a luta pela emancipação, destacando-se Osmário Gomes da Silva Rêgo que, aliado a Luiz de Aguiar Pessoa, comandou um grande movimento. 

Eventos: Emanicipação Política (25 de agôsto), festa do Padroeiro São Sebastião (20 de janeiro), carnaval e festejos juninos. Como apreciação turística é a cachoeira no sítio Canto.

Dados do Município

Situação Geográfica: Microrregião da Mata Alagoana, limites com Colônia Leopoldina, União dos Palmares, Flexeiras, São Luiz do Quitunde e Matriz de Camaragibe. 200 metros acima do nível do mar.

Área: 298,291 km²

Clima: Temperado. Máxima de 32° C e mínima de 20° C

População estimada 2014: 23.941 habitantes

Eleitorado: 11.835 eleitores

Prefeito: Ana Genilda Costa Couto (PMDB) (2013-2016).