Lagoa da Canoa

por Carlos Villa Verde publicado 22/05/2015 09h26, última modificação 22/05/2015 09h26

No local onde foi construída a cidade de Lagoa da Canoa existia apenas uma pequena lagoa. Em 1842, dois casais chegaram à região, construíram casas e começaram a plantar e a criar gado. Parte daí a colonização do município. 
Outras famílias, anos depois, também começaram a construir no local - já conhecido como Lagoa da Canoa - cujo nome originou-se do fato dos antigos moradores pescarem de canoa na lagoa da região. Os pioneiros na colonização foram José Barbosa, Francisco José Santana e a família Maurício. Quando Arapiraca tornou-se município, Lagoa da Canoa passou a ser um povoado, mas com grande importância no contexto político, econômico e social. Servia como ponto de apoio na estrada que ligava Arapiraca a Traipu e Girau do Ponciano. Além disso, as fazendas de café geravam emprego e renda. 
Com a emancipação, Lagoa da Canoa revigorou sua importância econômica. Foi transformada em município autônomo em 28 de agosto de 1962. Do trabalho para a independência participaram José Pereira Lúcio, José Leite, José Ramos Barbosa, José Emiliano de Almeida, Mauro Vieira e outros. 
A cidade se transforma para receber os visitantes que prestigiam suas festas. As de maior concentração popular são as que comemoram a Emancipação Política do município (28 de agosto) e a que a população rende homenagens à sua padroeira, Nossa Senhora da Conceição (8 de dezembro).


Dados do Município
Situação Geográfica: Microrregião de Arapiraca, limites com Arapiraca, Girau do Ponciano, Campo Grande e Feira Grande. 300 metros acima do nível do mar;

Área: 84,379 km²;

Clima: Temperado. Máxima de 36° C e mínima de 22° C;

População estimada 2014: 18.437 habitantes;

Eleitorado: 12.368 eleitores;

Prefeito: Álvaro Bezerra de Melo (PMDB) (2013-2016)