Mata Grande

por Carlos Villa Verde publicado 22/05/2015 10h16, última modificação 22/05/2015 10h16

O nome de Mata Grande veio de fato de ter a povoação sido edificada junto à serra do mesmo nome e que é coberta de uma vasta fértil e verdejante mata. O povoamento do núcleo que deu origem à atual cidade de Mata Grande teve início em 1791, quando por escritura de doação, João Gonçalves Teixeira e sua mulher, Maria Luiza, doavam uma parte de terra, denominada Cumbe, situada nas Matas de Santa Cruz, para aí edificada uma capela sob a invocação Nossa Senhora da Conceição. 

Cumbe, foi então a primeira denominação e ainda, hoje, é o nome de uma fonte que abastece a cidade e ao contraforte da Serra da Onça. De acordo, ainda com a escritura acima citada, sabe-se que João Alves Teixeira instalou uma fazenda de gado que constituiu o primeiro núcleo de população o qual estava localizado onde se encontra hoje a cidade de Mata Grande. João Gonçalves erigiu, logo abaixo de sua residência, uma capelinha de taipa que, como era de praxe, servia também de cemitério, ao lado esquerdo do prédio de um grupo escolar. Ergueu em frente, grande cruz de madeira, feita ao tronco de enorme maçarandubeira ali existente. Dessa árvore de gigantesco porte, herdou o arraial o nome de Mata do Pau Grande. 

Escrituras de 1808, documentam-lhe o nome de Mata do Pau Grande, de freguesia de Nossa Senhora da Saúde de Tacaratu. Sua denominação passou a ser Mata Grande em 1835.


Dados do Município

Situação Geográfica: Microrregião do Serrana do Sertão Alagoano, limites com Água Branca, Inhapi, Canapi, Pariconha e Pernambuco. 635 metros acima do nível do mar;

Área: 891,331 km²;

Clima: Temperado. Máxima de 33° C e mínima de 15° C;

População estimada 2014: 25.659 habitantes;

Eleitorado: 15.254 eleitores;

Prefeito: José Jacob Gomes Brandão (PP) (2013-2016).