Pindoba

por Comunicação/ALE publicado 27/04/2015 15h55, última modificação 27/04/2015 15h55

Pindoba nasceu em consequência de uma promessa feita pelo fazendeiro João Dias que tinha uma propriedade agrícola onde hoje se encontra a cidade. Acometido de grave enfermidade, prometeu a São Sebastião que se ficasse recuperado, construiria uma capela em sua homenagem. A graça foi alcançada e de imediato fez construir em pequeno templo na fazenda. Todos os meses, um sacerdote ia calebrar missa na capela e passou a ser frequentada por moradores da região. 
O movimento religioso que alí se procedia, deu razão para que agricultores de outras regiões transferissem suas moradias para o novo local. A fertilidade das terras contribuiu para atrair inúmeras famílias desejosas de implantar prorpriedades para exploração de lavouras e criação de gado. Em pouco tempo já existiam muitas casas e o desenvolvimento começou a ser uma constante no novo núcleo que alí se formava. 
O primitivo nome foi Pindoba Grande, originário de um tipo de palmeira, já desaparecida. O dificíl acesso para o local não contribuía para o progresso inicial e somente com a melhoria de suas estradas foi que alcançou sua fase de desenvolvimento.
 

Dados do Município
Situação Geográfica: Microrregião Serrana dos Quilombos, limites com Viçosa, Mar Vemenho, Maribondo e Atalaia. 200 metros acima do nível do mar
Área: 117,595 km²
Clima: Temperado. Máxima de 32° C e mínima de 18° C
População estimada 2014: 2.958 habitantes
Eleitorado: 2.236 eleitores
Prefeito: Maxwell Tenório Cavalcante (PSB) (2013-2016)