Davi Maia cobra repostas de ofícios enviados ao IMA e à Casal

por Comunicação/ALE publicado 06/06/2019 17h55, última modificação 06/06/2019 18h20

O deputado Davi Maia (DEM), durante a sessão ordinária desta quinta-feira, 06, cobrou do Governo do Estado, do Instituto do Meio Ambiente (IMA) e da Casal respostas aos ofícios enviados por seu gabinete. “São ofícios que tratam, por exemplo, sobre o bairro do Pinheiro, onde pedimos que o IMA preste informações sobre seu quadro técnico, questionando se existem geólogos trabalhando no órgão, além de informações sobre o pagando de convênios. Em outro ofício pedimos informações sobre crimes ambientais cometidos pela Casal”, destacou.

Davi Maia destacou ainda que o governador Renan Filho tomou uma atitude que merece aplausos. Segundo o parlamentar, Renan foi a Brasília pedir que os deputados federais não retirassem os Estados da Reforma da Previdência. “Ele se redimiu porque, até poucos dias atrás, assinou uma carta dizendo que era contra essa reforma. O plano dos governadores eram ficar com o bônus da reforma e de ser contra a reforma da previdência sem se posicionar à favor. Bom ver o governador calçar as sandálias da humildade”, disse.

Em aparte, o líder do Governo, deputado Sílvio Camelo (PV), disse que mudar de ideia é importante, principalmente quando se é convencido da melhor alternativa para o Estado. “Quem tem ideia fixa é doido, e o governador não é doido. Renan Filho não precisa calçar a sandália da humildade porque ele já é uma pessoa humilde, anda no meio do povo, nas feiras livres e nas grotas de Maceió. É uma pessoa que faz planejamento para aqueles que realmente precisam e tem 85% de aprovação em quase todas as cidades”, disse.

Também em aparte, o deputado Bruno Toledo (PROS) disse que o país vive um tempo político muito temerário, onde as pautas manifestadas são quase sempre midiáticas com um olhar populista. “O efeito dos marqueteiros profissionais e das mídias sociais causa o afastamento natural das pautas necessárias e honestas. É necessário que cada um coloque seu DNA na reforma da previdência e, por conta disso, quero parabenizar o presidente Jair Bolsonaro que enfrenta essas pautas de forma responsável”, afirmou.

Ao fim da discussão, o presidente da Casa, deputado Marcelo Victor (SD), lembrou que o governador  Renan Filho nunca foi contra à Reforma da Previdência, mas se posicionou de forma contrária ao fim da aposentadoria rural e do  Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Chopp
Por fim, Davi Maia divulgou a realização de um evento contra a excessiva carga tributária brasileira. “Vamos trabalhar todos os dias para diminuir a carga tributária e, num ato de protesto, o Grupo Livres de Alagoas está promovendo hoje, no Bar Conversa de Botequim, o dia do chope sem imposto. Convido a todos a estarem presente. Um chope de R$ 7 vai sair por R$ 4,50 para que todo mundo possa ver os benefícos de um país muito mais liberal”, concluiu.

error while rendering plone.comments