Outubro Rosa: Sessão especial alerta sobre prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de mama

por Comunicação/ALE publicado 07/10/2019 22h55, última modificação 07/10/2019 23h01

Em sessão especial realizada nesta segunda-feira, 7, a Assembleia Legislativa discutiu o “Outubro Rosa”, uma campanha mundial de conscientização e alerta para as mulheres sobre a importância da detecção precoce do câncer de mama. A sessão especial foi de iniciativa da deputada Fátima Canuto (PRTB), com o apoio da bancada feminina da Casa, composta pelas deputadas Flávia Cavalcante (PRTB), Angela Garrote (PP), Cibele Moura (PSDB) e Jó Pereira (MDB). Esse ano a campanha teve como tema “Outubro Rosa: Todos pelo tom da vida”. A plenária teve como objetivo discutir a prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de mama.

A propositora da sessão, deputada Fátima Canuto, que já presidiu a Rede Feminina de Combate ao Câncer (nacional e estadual), destacou a importância da discussão em torno do tema, especialmente para alertar sobre os direitos das vítimas de neoplasias malignas. Ela destacou que um dos objetivos das sessões especiais é trazer a sociedade para dentro da Casa, visando discutir assuntos de relevância para a população. “Principalmente esse do câncer de mama, que tem matado tantas mulheres, não só no Brasil, mas em todo mundo”, observou Fátima Canuto que, durante o pronunciamento, fez um breve histórico sobre sua participação como voluntária na luta em prol dos direitos das pessoas com câncer e também de sua parceria com a Femama (Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama), que este ano traz como para o Outubro Rosa, “Me trate Direito: para cada paciente um tratamento”.

“Gostaria de dizer que estar como mulher e parlamentar neste momento do Outubro Rosa, que é importante para a saúde das mulheres do mundo inteiro, que a gente faça a diferença, que não diminuamos o número de mamografias que estão sendo apontadas neste ano”, disse Canuto, informando que nos anos de 2017 e 2018 o número de mulheres que realizaram mamografias foi de 24% e 22%, respectivamente. “Que 2019 supere 2017 e que essas campanhas sirvam para conscientizar essas mulheres da importância do auto cuidado, que vai além do auto-exame das mamas”, alertou a deputada. “Observando seu corpo, sua alimentação, melhorando a qualidade de vida, fazendo exercícios físicos, mas principalmente a sua mamografia e indo ao médico quando perceber algum sinal diferente no seu corpo”, completou.

A sessão contou com a participação do médico mastologista de São Paulo, Alfredo Barros, que proferiu palestra com o tema “Por um outubro mais rosa”. Ele falou de sua alegria em estar participando de uma sessão sobre um assunto tão importante. “É com muito entusiasmo que estou participando dessa sessão. O trabalho que a deputada Fátima faz é um exemplo para o Brasil inteiro”, disse o médico que discorreu sobre a situação do câncer de mama, em termos de como a doença se forma, dados sobre epidemiologia e explicou ainda sobre como diminuir o risco de contrair as neoplasias malignas e qual o tratamento mais adequado atualmente.

Durante as discussões abriu-se um espaço para um momento lúdico, foi quando a coordenadora estadual da Femama, Tânia Mary Gomes, realizou a oficina: Chaveiro da vida – prevenção ao alcance das mãos. O Chaveiro da Vida foi desenvolvido para despertar as mulheres para o diagnóstico precoce do câncer de mama. Um projeto auto-sustentável que recebeu o 1º lugar no Concurso Nacional de Mobilização Social Roche/Gesc. “Esse é um momento muito especial. Só temos que homenagear as pessoas que tiveram essa iniciativa de trazer para esta Casa esse momento tão especial de alerta e prevenção ao câncer de mama”, disse a coordenadora da Femama.

error while rendering plone.comments