União dos Palmares

por Comunicação/ALE publicado 27/04/2015 12h30, última modificação 26/10/2018 09h11

UniaodosPalmares-Bandeira

As primeiras habitações do município de União dos Palmares surgiram no século XVIII, num povoado chamado "Macacos", à margem esquerda do rio Mundaú. O português Domingos de Pino construiu a primeira capela do local dedicada à Santa Madalena. A povoação passou a ter o nome da padroeira.

O crescimento do lugarejo provocou seu desmembramento do município de Atalaia, em 13 de outubro de 1831, através de decreto governamental. Em seguida foi criada a Vila Nova Imperatriz. Elevada à categoria de cidade pela Lei 1.113, de 20 de agosto de 1889.

A denominação "União" surgiu através do decreto nº 46, de 25 de setembro de 1890, e teve origem no fato da cidade ser o elo entre as estradas de ferro de Alagoas e Pernambuco. Em 1944, ocorreu a mudança definitiva para "União dos Palmares", homenageando o Quilombo, que permaneceu na região por quase um século.

Foi em União dos Palmares mais precisamente na Serra da Barriga(uma das atrações turísticas da cidade) que os negros rebelados contra a escravidão construíram a República Independente do Quilombo dos Palmares, o símbolo do anseio e da resistência negra pela liberdade, tendo como líder maior o negro Zumbi, imortalizado numa estátua no alto da serra.

Dados do Município

Situação Geográfica: Mesorregião do Leste Alagoano. Microrregião Serrana dos Quilombos. Limites com Santana do Mundaú, São José da Laje, Ibateguara, Branquinha e Joaquim Gomes. 155 metros acima do nível do mar.

Área: 685,779 km²

Clima: Temperado. Máxima de 36° C e mínima de 18° C

População estimada 2018: 65.461 habitantes

Eleitorado: 44.402 eleitores

Prefeita: Areski Damara de Omena Freitas Júnior (2017-2020)

Site: www.uniaodospalmares.al.gov.br